segunda-feira, 26 de julho de 2010

A criação de Deus

A criação de Deus.

"Ele faz tudo o que quer"(SL 115,3)

As sagradas escrituras professam o poder de Deus. Ele é chamado "o poderoso de Jacó"(GN 49,24; Is 1,240, "O Senhor dos exércitos", Deus é poderoso "no céu e na terra"Sl 135,6), é porque os fez. Por isso, nada lhe é impossível; Ele é o Senhor do universo; mesmo assim, Ele nos adota como filhos e cuida das nossas necessidades ("Serei para vós um pai, e sereis para mim filhos e filhas, diz o Senhor todo poderoso": 2Cor 6,18)e por sua misericórdia infinita, perdoa os nossos pecados.


 

O criador.

Deus criou todas as coisas visíveis e invisíveis, a questão da origem do mundo e do homem e objeto de muitas pesquisas, cada vez mais se descobre sobre o mundo, novos planetas, novas estrelas. Essas descobertas só nos faz admirar cada vez mais a grandeza do Criador, a render-lhe graças por todas as suas obras, pela inteligência e sabedoria que dá aos estudiosos e pesquisadores. Com Salomão, Ele lhe deu um conhecimento infalível. Sem dúvida, a inteligência humana já pode encontrar uma resposta para a questão das origens, mas só é possível através da sabedoria que Deus dá aos homens; Deus em sua ternura quis revelar ao homem tudo o que é útil conhecer. É pela fé que temos a certeza que Deus é nosso criador, por meio de suas obras, por isso o mundo visível tem sua origem no mundo invisível.


 

A Criação – Obra da Santíssima Trindade

"No princípio Deus criou os céus e a terra" (Gn 1,1). Três coisas são afirmadas nessas primeiras palavras:

_ O Deus eterno pôs um começo a tudo o que existe. _ Só Ele é o criador.

_ Tudo o que existe depende Dele.

Por que Deus criou o mundo? O mundo foi criado para a glória de Deus, não para aumentar sua glória, mas para manifestar e comunicar a sua glória, pois Deus não tem outra razão para criar a não ser pelo seu amor e sua bondade. O Concílio do Vaticano explica:

Este único e verdadeiro Deus, por sua bondade e por sua virtude onipotente, não para aumentar sua felicidade nem para adquirir sua perfeição, mas para manifestar essa perfeição...criou ...ambas as criaturas do nada: a espiritual e a corporal.(337)

" Pois a glória de Deus é o homem vivo, e a vida do homem é a visão de Deus".

O fim último da criação é que Deus, "Criador do universo, tornar-se-á "tudo em todas as coisas' (1Cor 15,28), procurando ao mesmo tempo a sua glória e a nossa felicidade".


 

O mistério da criação – Deus cria por sabedoria e por amor.

Cremos que Deus criou o mundo segundo a sua sabedoria, que quis fazer as criaturas participarem de seu ser, sua sabedoria e de sua bondade, a criação está destinada e dirigida ao homem, que é a imagem de Deus. Deus não inventou o mundo e mandou cada um pro seu lado, Ele criou o mundo para que nos cuidássemos dele, não somente lhe dá o ser e a existência, mas também o sustenta a todo instante, dá-lhe o dom de agir e o conduz, aos homens Deus concede-lhes o livre arbítrio, confiando-lhe a capacidade de cuidar da terra e dominá-la. Deus concede assim que os homens sejam livres, serem bons por suas ações e orações, tornando-se colaboradores de Deus e do seu reino.

Uma vez que Deus pode criar do nada, Ele pode, pelo Espírito Santo, dar vida aos pecadores, criando neles um coração puro, e a vida do corpo aos falecidos, pela ressurreição.

Se Deus criador do mundo é bom e cuida de suas criaturas, por que então o mal existe? É o que vamos ver no próximo encontro.

Fonte: catecismo da igreja católica (268-309)


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário