sexta-feira, 30 de abril de 2010

Sal da terra e luz do mundo


Jesus ensina sobre o Sal e a Luz do Mundo
Leitura Bíblica :Mateus 5.13-16
Objetivo: Conscientizar o aluno de que sua função como sal é temperar a vida das pessoas, e como luz, refletir o brilho de Jesus através de suas atitudes.

- Dinâmica 1
Leve saquinhos individuais de pipoca SEM SAL.
Distribua aos seus alunos.
Observe suas reações e comente. Eles certamente irão comentar: - "Ih, tia! Tá sem sal"... *RS ... Em seguida, dê o mesmo alimento, agora com umas pitadas de sal.
Aí vc explica a importância do sal para deixar as coisas com o gostinho bom!
Leve um saleiro para salgar as pipocas e deixe que saboreiem a pipoca enquanto vc conta a história.
Como outra opção, você pode levar um saleiro e colocar diferentes pitadas de sal (pouco, normal, muito) na palma das mãos dos alunos e, 'a medida que forem provando, observar e comentar se é agradável ou não.

Dinâmica 2

A cada criança se entrega um recorte em cartolina em formato de um pé. Cada um escreve nele o seu nome. O grupo estará sentado em circulo. Quando de o sinal, cada criança coloca no chão sua pegada com seu nome escrito, não importa a direção que fique cada pegada.


4- Cada um observa a pegada e o catequista propõe a leitura da Palavra de Deus. Antecipadamente o catequista recorta um sol com o nome de Jesus. Ao fazer a leitura uma criança coloca o sol no meio do circulo onde estão as pegadas.

5- (Juan 8,12): “Jesus voltou a falar com as pessoas dizendo: Eu sou a luz do mundo. Quem me segue não caminhará no escuro, mas sim terá a luz da vida.”

6- O CATEQUISTA PROPõE:

Agora que Jesus nos falou, temos que fazer algo. (colocar as pegadas, cada um a sua, na direção do sol-Jesus). Uma vez colocada, ler de novo - (Juan 8,12) e comentar o sentido do que disse Jesus.



 


OBJETIVO: conversar sobre o significado desta mensagem de Jesus, que diferença esse conhecimento pode fazer em nossas vidas, o que podemos e devemos fazer para ser a luz do mundo.

MATERIAL: o texto do Sermão do Monte, uma lanterna ou uma caixa de fósforos.

COMO APLICAR: leve o texto completo, aonde está esta a mensagem. Ela também faz parte do fechamento das Bem-aventuranças, assim como o sal. Converse com o grupo sobre a luz. Fale sobre a luz física, esta que enxergamos, que clareia os ambientes, revela o nosso entorno, evitando tropeços e esbarrões. Lembre-os da época da formação do planeta onde tudo era trevas e sombras, névoas densas que não nos permitia enxergar logo 'a nossa frente. Apague a luz da sala e deixe-a na completa escuridão, se for possível. Senão, solicite que fechem os olhos. Peça que o grupo fale sobre suas sensações, dúvidas do que está a sua frente. Convide um voluntário a se levantar e a realizar alguma tarefa simples. Comente com o grupo o resultado. Acenda a lanterna e peça que a mesma tarefa seja realizada, agora com a luz que a lanterna fornece. Comente com o grupo o resultado.
Faça agora a comparação com os valores espirituais, onde o espírito precisa da luz interior para se conduzir, do mesmo modo que o homem precisa da luz do dia para locomover-se. Caminhar nas trevas é expor-se a toda sorte de perigos:a ausência de luz é que nos leva ao vício, aos desvios, ao mal. Podemos escolher em sermos prismas difusores de luz ou nos manter opacos.
Para finalizar, apague as luzes novamente, dê um fósforo a cada aluno e acenda, comprovando a luminosidade conseguida no ambiente pela união de pequenas chamas, os focos de luz que devemos ser aonde estivermos.

: http://www.romani.com.br/sal.htm
Sal e Luz

"Um homem cego foi encontrado em uma esquina da cidade,
sentado ao lado de uma lanterna. Quando lhe perguntaram a
razão pela qual trazia uma lanterna, visto que para ele a
escuridão ou a claridade eram a mesma coisa, ele respondeu:
"Eu a mantenho ao meu lado para que, no escuro, ninguém
tropece e caia sobre mim."

Será que nós, cristãos, temos tido o cuidado de cumprir o
nosso papel de "luz do mundo", para que ninguém tropece e
caia por nossa causa?"



LEMBRANCINHAS
Para reforçar a aula, fiz algumas lâmpadas e pacotinhos de sal.
Os meninos ficam com as lâmpadas e as meninas com o sal e no momento do têxto Áureo
os meninos dizem para as meninas: vocês são o sal..., e as meninas dizem para os meninos vcs são a luz...
Aqui vai a amostra dos visuais, são bem simples,mas ajudaram bastante.
Fizemos também as lembrancinhas que foi um pirulito com um pacotinho de sal colado de um lado e uma lâmpada do outro.





Converse com o grupo sobre o valor do sal. De seu nome veio a palavra salário, pois era uma mercadoria cara e extremamente valiosa nos tempos de Jesus, onde o sal ajudava na conservação dos alimentos. Hoje temos a geladeira e não imaginamos o quanto era difícil conservar a comida comprada com esforço, que seria utilizada na próxima refeição ou no dia seguinte.
O sal dá sabor a todos os alimentos.
"O sal é uma substância essencial ao homem e indispensável a todos os tipos de vida animal. A palavra latina "salário" deriva do sal, uma vez que em sal se pagava uma parte do ganho das legiões romanas. Sem o sal, os alimentos são insípidos (sem sabor) Faça agora uma comparação com os valores espirituais. É a espiritualidade sensata e dosada que transforma todas as materialidades e preserva-as, ao mesmo tempo, da corrupção. É fazer da zona espiritual o que o sal faz no mundo material: dar sabor ' vida e preservá-la da putrefação.

Parte superior do formulário
Parte inferior do formulário



visuais e atividades








<><>
<>
<><>


  
O sal da Terra

OBJETIVO: conversar sobre o significado desta mensagem de Jesus, que diferença esse conhecimento pode fazer em nossas vidas, o que podemos e devemos fazer para ser o sal da Terra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário